Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Viagem Férias: Julho e Agosto

Posted by mLopes on Friday, 12 September 2008

Em Julho e Agosto passei boa parte do tempo em viagens de férias. Vou fazer diversos posts, aos poucos, contanto um bocado sobre cada cidade. Fiz a viagem com Theo, Buiu e Lucas, amigos da faculdade. Ou melhor, todos meus bixos (sic). Calouros, para os de outras regiões. Eles  fizeram um mochilão maior pela Europa e eu peguei carona só em uma parte, para as cidades que eu ainda não conhecia.

Paris: Viagem curta para mim. Foi só um dia, para visitar o Louvre. O Theo passou mais tempo lá, mas como eu já tinha ido, encontrei com ele no último dia, para irmos ao museu.

Londres: Cidade interessante. Muito movimentada, e realmente uma cidade internacional. As tradições que eles cultivam são muitas, e as vezes engraçadas.

Louvre     Madame Tussauds

Amsterdam: Cidade linda, mas maluca, como era de se esperar. Ficamos no “centrão” da cidade. Uau, quanta coisa diferente!!! Ah, e várias baladas com as 4 brasileiras que conhecemos por lá.

Berlin: Faltava esse importante destino na Alemanha. A capital tão cheia de história, palco de muitos acontecimentos marcantes do século XX. Imperdível.

Nürnberg: Mais uma visitinha a Priscila e Tiburcio. Uns dias para relaxar um pouco depois da correria da viagem. Foi mais tranquilo, mas também com algumas coisas bem interessantes.

Dachau: Visita ao campo de concentração de Dachau. Não foi o maior, mas foi o primeiro a ser criado e último a ser libertado ao final da guerra. Profunda a visita.

Portugal: Ainda não conhecia minha segunda terrinha. E tinha que ir no verão, ora pois. Teve ida a várias cidades, incluindo a região onde nasceu minha mãe, Leiria, Lisboa, Covilhã e uma semana nas praias do Algarve!! Faltou principalmente o norte, mas fica para a próxima.

         

Nice, Marseille e Monaco: Devido ao conhecido acidente de carro, fica adiada para uma próxima oportunidade. Estou ainda de recuperação e por hora não poderei ficar passeando demais.

É isso. Aguardem os posts e fotos. Estou preparando também um álbum geral com as fotos todas.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Freiburg Ao Vivo!

Posted by mLopes on Thursday, 11 September 2008

Há tempos estava procurando este link, e agora consegui para disponibilizar aqui. É uma câmera que exite na Rathausplatz (praça da prefeitura) e que mostra ao vivo, 24 horas por dia e em alta resolução, as imagens do local.

Um adicional fantástico é que se pode controlar remotamente, via internet, a câmera, girando para o lado, para cima e para baixo, e dando zoom. Muito legal para assistir o movimento das pessoas por ali.

Mas lembrem-se de escolher um horário que esteja de dia em Freiburg. No momento são 5 horas à frente do horário de Brasília.

Para solicitar o controle, clique no botão “Request Control”, no canto direito inferior (veja exemplo abaixo). Se houver fila para acessar o controle, sua posição aparecerá no quadradinho acima do botão, e é só aguardar asua vez!

Clique aqui para acessar a câmera

live-freiburg

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Mais um acidente de carro…

Posted by mLopes on Sunday, 7 September 2008

Pois é, depois de umas férias de quase 2 meses viajando, tive uma surpresa muito desagradável na volta da última viagem. Sexta-feira, voltando de Portugal para França com meus tios, sofremos um acidente de carro, dessa vez bem mais forte que o anterior.

Para quem nunca tinha sofrido um acidente no Brasil, com tantas estradas mal-conservadas, vim para a Europa e é a segunda vez que vejo pessoalmente, bem de perto, como é um airbag usado. Mas bom, já deu para perceber que estou relativamente bem, já até escrevendo… 🙂

Vamos então para a história:

Havíamos saído de Portugal de manhã e logo que cruzamos a fronteira da Espanha paramos em um restaurante próximo à estrada para almoçar, na altura de Salamanca. Meu tio ao volante, eu de passageiro na frente e minha tia atrás de mim, no banco traseiro. Na saída do almoço, para pegarmos a estrada de novo, fomos atravessar um cruzamento em nível e o carro foi atingido com MUITA força por um caminhão (nada pequeno).

A última coisa que me lembro antes do acidente é eu vendo um caminhão vindo em direção ao carro, a pouquissímos metros, na direção da porta do motorista. Ai vem um branco completo!!!

Depois, meus tios me contanto as partes que não me lembro: Eu gritei sobre o caminhão e depois da batida eu fiquei desacordado algum tempo (indeterminado, mas talvez um minuto… ou coisa parecida). Eles me chamavam e nada. De repente eu acordei e estavam os dois um pouco machucados. Como o caminhão bateu direto na porta do motorista, meu tio estava meio preso na porta, que amassou bastante. Minha tia aparentemente não estava presa nem muito machucada, mas não conseguia se mover, com dores. Ah, e eu ainda não me recordo de nada disso.

Eu não estava machucado, então fui sair pela minha porta, que estava presa, enroscada. De alguma forma consegui abrir, forçando. Foi meio punk para abrir, apesar de eu não me lembrar, já que isso me valeu uns hematomas no pulso e na mão. Sem corte, só interno mesmo. Sai do carro para ver como estavam os dois.

So me lembro a partir daqui. Mas ai já estavam chegando pessoas, sei lá de onde, para ajudar, chamar emergência, e tal. É meio difícil lembrar exatamente de tudo. Meu tio não consegui se mexer, preso. Minha tia estava com dores nas costas e não podiamos move-la até que os médicos chegassem. Mas acho que não demoraram. Só sei que assim que chegaram já deixei os dois com eles e fui ver com a polícia sobre o seguro médico e do carro. Enquanto isso cortavam a porta do motorista e colocavam os dois nas ambulâncias.

Tudo é muito rápido. Durou umas 2 horas, mas parece que foram poucos minutos. Loucura total. Como aparentemente estavam conscientes e tal, eles foram e eu fiquei para acertar o que tinha que ser feito. Eu parecia em perfeito estado, sem nenhuma dor nem arranhão. Esperei o guincho e um taxi do seguro para me levar para o hospital.

No hospital foi uma confusão para achar os dois (que foram parar em prédios diferentes) e saber notícias. O idioma foi um inferno. Parecia que eu tava falando alemão com eles!! Ninguém me entendia. Não sei se é o nervoso ou a região que tem um espanhol muito difícil. Bom, graças à ajuda do taxista, que era tipo um representante do seguro para ajudar em tudo, consegui descobrir e encontrar os dois, depois de mais uma hora de procura. Estavam fazendo exames mas em princípio não era nada muito grave.

Quando consegui sentar para descansar, umas 5 da tarde, começei a perceber as dores. A mão começou a doer, um corte no joelho (pequeno e superficial, mas que rasgou a calça jeans! como pode?) , um pouco de dores no peito e nas costas. Fui eu de novo ao atendimento e me passaram para os médicos. Fiz radiografias e os medicos me examinaram, mas não tinha nada grave nem fraturas. Só enfaixaram minha mão e pulso para evitar muitos movimentos, por 3 ou 4 dias.

Resultados:

Eu tive a mão enfaixada com uns hematomas, uns cortezinhos pequenos no joelho, uns roxos no braço e joelho, dor de cabeça e infinitas dores pelo corpo, aumentando a cada dia (espero que agora começem a diminuir). Ah, e uma marca de cinto na barriga. Essa marca só achei depois, quando os médicos foram me examinar. E olha que é enorme, parece que eu tenho um cinto de segurança embutido em mim… 🙂 Nem é roxa… chega a ser preta!!! Se fosse permanente já poderia ser campeão de judô. Mas ainda bem que não dói tanto. Mas em compensação, as costas… nossa… parece que passou um rolo compressor em cima de mim. E que deu ré para completar o serviço.

Meus tios tiveram costelas fraturadas. Ela teve duas e ele 5 ou 6. Mas por incrível que pareça (que bom!) não teve nada no braço que ficou preso na nas ferragens da porta. Só uns cortes pequenos de estilhaços de vidro.

No dia seguinte pela manhã eles já tiveram alta e fomos transferidos para Madri de ambulância e de avião para a França.

Aprendido:

Airbag pode custar uns 4 mil reais adicionais no preço do carro, mas vale muito mais do que isso. Priceless. Nesse caso eram 2 frontais e 2 laterais, e acho que isso definitivamente foi a salvação da história.

Obs. 1) Estou bem, só com muitas dores pelo corpo… mais do que quando fui esquiar

Obs. 2) Não entendo como podemos não ver aqueles airbags gigantescos que explodem na nossa cara…

Obs. 3) Mereço agora um desconto: vou demorar uns dias a mais para colocar as fotos de todas as viagens.

Abraços a todos!!! Não muito apertados, para não me partirem as costas…

Fotinhos. Como de costume, clique para ampliar. Mas dessa vez não se assustem.

IMG_2407 IMG_2398

IMG_2399 IMG_2400

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Férias e Sumiço…

Posted by mLopes on Friday, 22 August 2008

Alguns já perceberam que sumi um pouco daqui…

Pois é, estou de férias e aproveitei para fazer váaaarias viagens que estavam nos planos. Já foram: Paris, Londres, Amsterdam, Berlin, Nürnberg, Stuttgart e agora Portugal!! E essa de portugal ainda durará mais 2 semanas. Fantástico.

Como estou dependendo totalmente de Lan Houses, fica difícil colocar as fotos, e tal. Portanto ficará tudo para a partir de 5 de setembro, mais ou menos. E tem muita coisa!!! Ora pois.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Freiburg: Cidade do Futuro

Posted by mLopes on Sunday, 10 August 2008

Freiburg, no Sudoeste da Alemanha, surgiu no século XII, o meio de transporte oficial é a bicicleta e a busca por uma cidade melhor, sustentável e ecologicamente correta está no sangue da população.

Em reportagem de 03 de agosto, há poucas semanas, o Fantástico destacou a cidade de Freiburg como exemplo de cidade do futuro, com preocupações sobre eficiencia energética, energias renováveis, reciclagem de lixo, emissões de poluentes, meios de transporte e consciência da população.

Como eles mesmo dizem no vídeo: “O melhor exemplo de uma cidade moderna e de olho no futuro”.  E depois perguntam porque eu fico falando bem da cidade!!  🙂

—–

Como será a vida numa cidade do futuro? Zeca Camargo visitou um lugar considerado hoje o melhor exemplo de uma cidade realmente moderna. Será que bate com o que você imaginou?

Super-arranha-céus, carros voando para lá e para cá, uma paisagem metálica e arrojada – um admirável mundo novo? Mas e se a gente sugerisse justamente o oposto? Você não queria morar lá?
Estamos em Freiburg, uma cidade no sudoeste da Alemanha que surgiu no século 12. Com uma igreja, uma das mais antigas da Europa, e casinhas no estilo gótico, fica difícil imaginar como ela se tornou hoje o maior símbolo de consciência ecológica do mundo.

Começamos pelo meio de transporte oficial de Freiburg: a bicicleta. Nada muito futurista, você já pensou. Então, que tal um bonde elétrico? Nada muito radical também. Mas quando se olham os medidores da qualidade do ar na cidade, nada mal esses índices de emissão de gás carbônico praticamente zero.

O espírito “verde” das ruas contagia até o espaço onde as pessoas moram. À primeira vista, nem parece uma casa futurista, mas na verdade o segredo está nos detalhes.

[veja a continuação no video]

—–

Fonte: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM864611-7823-CIDADE+DO+FUTURO+ELIMINA+DESPERDICIOS,00.html

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Frutas vermelhas: Elas têm nomes!!!

Posted by mLopes on Monday, 21 July 2008

Descobri que as cerejas não nascem em vidros no supermercado e que cassis não é só sabor de cobertura para creme de papaia.

Por mais que exista para vender em alguns lugares do Brasil cerejas e framboesas naturais, eles não são iguais, nem de longe, às produzidas por aqui. Descobri várias frutas que nem sequer imaginava existirem. Gastei uma grana comprando todos os tipos diferentes que existem, mas foi muito bem gasto o dinheiro…  🙂

E as vezes eu até me surpreendo. Cereja, por exemplo, pelo tanto que já comi, deveria não poder nem mais olhar para elas nas feiras. Mas continuo comprando. E parece que são cada vez mais saborosas. Hummmmm…

Para a coleção de novidades fresquinhas, abaixo.

Heidelbeere ou Blaubeere:

blaubeere

.

Rote Johannisbeere (Groselha):

rote-johannisbeeren-2rote-johannisbeere 

.

Schwarze Johannisbeere (Cassis):

Schwarze-Johannisbeere

.

Kirsch (Cereja):

kirschen kirsch-2

.

Himbeere (Framboesa):

Himbeere himbeere-2

.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Vinho: Como não pagar mico no restaurante

Posted by mLopes on Sunday, 20 July 2008

vinho-1 Quando comecei a dar cursos básicos de vinho há mais de dez anos, a aula que mais interessava aos alunos era “Como não pagar mico no restaurante”. A frase é de efeito, pois a sensação dos neófitos diante de uma extensa carta de vinhos e de um sommelier uniformizado, freqüentemente, é de pânico. O medo de gafes, especialmente se for em um primeiro encontro romântico, é enorme. Relaxe, pois tudo pode ser simples, basta seguir uma lógica, norteada pelo vinho-2bom senso e educação. A simplicidade deve prevalecer sobre qualquer tradição ou rigidez. Abaixo, a seqüência do serviço do vinho em um restaurante e os conselhos para não cometer deslizes.
1- Ao chegar no restaurante, o sommelier, maître ou garçom deve oferecer- lhe a carta de vinhos, ou você pode pedi-la: “A carta de vinhos, por favor”.
2- Leia a carta com calma e fique à vontade para pedir mais informações. Se tiver dúvidas, confira o que for necessário com o sommelier (safras, regiões, produtores etc). Se achar necessário, peça para ver a garrafa, sem  compromisso.
3- Se quiser, peça a orientação ao sommelier. Ele está lá para isso e é o melhor conhecedor da carta e do menu. O bom sommelier saberá identificar seu gosto e sua disposição financeira, além de fazer o melhor casamento com o menu e conciliar o gosto de todos à mesa.
4- Ao trazer a garrafa solicitada, o sommelier deve mostrá-la antes de abri-la. Confira seu pedido, veja se o vinho e a safra estão corretos e autorize a abertura. Um simples: “pode abrir”.
5- O sommelier desarrolhará a garrafa em um local onde você possa ver, uma mesa ao lado, talvez. Ele irá, então, provar um “micro-gole” do vinho para verificar se não está estragado.
6- Após isso, ele servirá uma pequena dose para você. Verifique se o vinho está de acordo com o que desejava. Depois de sua aprovação (veja abaixo “a recusa da garrafa”), diga: “pode servir”. O sommelier servirá todos os outros à mesa (primeiro as mulheres e depois os homens). Caso haja um homenageado ou uma autoridade, esta pessoa será servida em primeiro lugar. Por último, sua taça será completada.
vinho-37- O sommelier deve servir o suficiente, nunca mais do que a metade da taça, para que haja espaço suficiente para os aromas do vinho se mostrarem.
8- O sommelier bem treinado saberá dividir a garrafa de forma que todos recebam a mesma dose, e não abrirá outra garrafa sem sua autorização. Neste caso, a outra garrafa – mesmo que seja do mesmo vinho – seguirá todo o ritual novamente.
9- Ao mudar de prato é normal mudar de vinho, afinal, você pode estar curioso para provar outros vinhos da carta. Mude de vinho quantas vezes achar necessário, o sommelier irá orientá-lo a cada escolha. Exija também que a taça seja trocada sempre que houver troca de vinho.
10- Se ao acabar a refeição sobrar vinho na garrafa, leve o restante para casa. Alguns levam a garrafa, mesmo vazia, para enriquecer sua coleção de rótulos, por exemplo.

E se o vinho estiver ruim, posso devolver?
Você só deve recusar o vinho que escolheu se ele estiver defeituoso. Se o vinho está perfeitamente bom, mas não era bem o que você queria, paciência. Contudo, se foi o sommelier que escolheu o vinho, esta troca é mais fácil. Se você for trocar o vinho, não pelo mesmo rótulo, mas por um vinho diferente, a etiqueta recomenda que você não peça um vinho muito mais barato, pois pode parecer que você se arrependeu do preço, não do rótulo. A maioria dos restaurantes aceitará a recusa da garrafa sem discussão. Caso o sommelier discorde de você em relação à sanidade do vinho, ele o aconselhará a não trocar por outra garrafa do mesmo rótulo, pois o problema está na incompatibilidade do vinho com seu gosto pessoal. A tolerância na questão da troca varia muito de restaurante para restaurante. Nem todos seguem o lema: “o cliente tem sempre razão”. Vale sempre a conversa, o entendimento e o bom senso.

Para que serve a rolha?
Talvez o sommelier, ao abrir a garrafa, lhe entregue a rolha, ou a coloque a seu alcanvinho-4ce em um pires, por exemplo, para que possa examiná-la. Não é necessário examinar a rolha ou fazer algum comentário. No entanto, caso queira, examine-a e cheire-a. Se ela estiver verde e bolorenta, talvez o vinho esteja estragado. Se a rolha está sem cor em um vinho escuro, pode ser sinal de que a garrafa estava de pé. Se a rolha é longa, indica um vinho de guarda, por exemplo. Muitos enófilos colecionam rolhas, se este for seu caso, não se acanhe e leve a rolha. Ela é sua.

Fonte: Adega, por Marcelo Copello

Posted in Sem categoria | Tagged: , , , | Leave a Comment »

Carros com Tecnologia Start/Stop

Posted by mLopes on Thursday, 17 July 2008

Nova tecnologia permite economia de combustível e portanto redução nas emissões de carbono.

Semana passada estive em Stuttgart visitando o Hélio. Ele tem um carro alugado que é trocado BMW-serie.-1periodicamente. Dessa vez ele estava com um chatíssimo BMW Série 1. Apesar de quase tudo chamar atenção no carro (pobreza!!!) , teve uma coisa que me impressionou: a tecnologia Auto Stop/Start.

O funcionamento desse sistema é simples. Em qualquer parada do carro, seja num semáforo ou em uma esquina, o motor do carro é desligado. Sim, apagado. Completamente. Assim que o motorista toma qualquer nova ação, o motor é imediatamente reiniciado, de maneira quase imperceptível. Não á tempo de espera nem queda de desempenho do carro.

O resultado disso é uma economia de combustível de cerca de 8%. Isso significa menos poluição no meio ambiente e menor custo para o proprietário. Em percursos dentro de cidade e com trânsito mais pesado (olha SP aí!) a economia pode passar de 20%.

A tecnologia é desenvolvida pela Bosch (=Hélio) e já está num grau de maturimotor-partida-stop-startdade considerável. E agora com o aumento da preocupação ambiental, ela deve se popularizar cada vez mais, permitindo uma queda de preços significativa. Estima-se que em 2015 metade dos novos carros produzidos  no mundo (acho mais prudente dizer Europa) terão o sistema. O custo hoje é de cerca de 800 euros, mas grandes montadoras como Peugeot e Citroen pretendem entrar no jogo e reduzir esse valor em 50%, permitiando a massificação da tecnologia.

Tecnicamente falando, para os engenheiros e curiosos de plantão: O sistema é relativamente simples, permitindo que o custo não seja tão alto. Composto basicamente de um novo sistema de ignição, motor de partida (=Hélio), controlador eletrônico e sensores de acelerador, freio, embreagem e bateria. Existem outros pontos que são também tratados, como os acessórios (rádio, ar-condicionado, etc.) que precisam de alimentação e não podem ser desligados a cada vez que o sistema desliga o motor.

Tecnologia automotiva = Alemanha. Sem discussão. Desde 1895, quando Benz e Daimler criaram os primeiros automóveis do mundo.

Palavra do dia: Kraftstoffverbrauchs = Consumo de combustível.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Alegoria da Caverna – Platão

Posted by mLopes on Tuesday, 15 July 2008

A Alegoria da Caverna, de Platão, traz conceitos interessantes e que estão presentes em nosso dia-a-dia. Para pensar um pouco…

———————
Imaginemos uma caverna subterrânea onde, desde a infância, geração após geração, seres humanos estão aprisionados. Suas pernas e seus pescoços estão algemados de tal modo que são forçados a permanecer sempre no mesmo lugar e a olhar apenas para a frente, não podendo girar a cabeça nem para trás nem para os lados. A entrada da caverna permite que alguma luz exterior ali penetre, de modo que se possa, na semi-obscuridade, enxergar o que se passa no interior.

A luz que ali entra provém de uma imensa e alta fogueira externa. Entre ela e os prisioneiros – no exterior, portanto – há um caminho ascendente ao longo do qual foi erguida uma mureta, como se fosse a parte fronteira de um palco de marionetes. Ao longo dessa mureta-palco, homens transportam estatuetas de todo tipo, com figuras de seres humanos, animais e todas as coisas.

ddd

Por causa da luz da fogueira e da posição ocupada por ela, os prisioneiros enxergam na parede do fundo da caverna as sombras das estatuetas transportadas, mas sem poderem ver as próprias estatuetas, nem os homens que as transportam.

Como jamais viram outra coisa, os prisioneiros imaginam que as sombras vistas são as próprias coisas. Ou seja, não podem saber que são sombras, nem podem saber que são imagens (estatuetas de coisas), nem que há outros seres humanos reais fora da caverna. Também não podem saber que enxergam porque há a fogueira e a luz no exterior e imaginam que toda a luminosidade possível é a que reina na caverna.

Que aconteceria, indaga Platão, se alguém libertasse os prisioneiros? Que faria um prisioneiro libertado? Em primeiro lugar, olharia toda a caverna, veria os outros seres humanos, a mureta, as estatuetas e a fogueira. Embora dolorido pelos anos de imobilidade, começaria a caminhar, dirigindo-se à entrada da caverna e, deparando com o caminho ascendente, nele adentraria.

Num primeiro momento, ficaria completamente cego, pois a fogueira na verdade é a luz do sol, e ele ficaria inteiramente ofuscado por ela. Depois, acostumando-se com a claridade, veria os homens que transportam as estatuetas e, prosseguindo no caminho, enxergaria as próprias coisas, descobrindo que, durante toda sua vida, não vira senão sombras de imagens (as sombras das estatuetas projetadas no fundo da caverna) e que somente agora está contemplando a própria realidade.
Libertado e conhecedor do mundo, o prisioneiro regressaria à caverna, ficaria desnorteado pela escuridão, contaria aos outros o que viu e tentaria libertá-los.

Que lhe aconteceria nesse retorno? Os demais prisioneiros zombariam dele, não acreditariam em suas palavras e, se não conseguissem silenciá-lo com suas caçoadas, tentariam fazê-lo espancando-o e, se mesmo assim, ele teimasse em afirmar o que viu e os convidasse a sair da caverna, certamente acabariam por matá-lo.
———————

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Despedida Oficial do Trabalho

Posted by mLopes on Sunday, 13 July 2008

Life is made of choices, choose them wisely.

Depois de 5 anos e tanto, a partir deste mês não trabalho mais na Siemens. Foram muitos aprendizados pessoais e profissionais, muitas confusões, muitas alegrias, vários finais de semana, muita dor de cabeça, algumas centenas de milhares de milhas voadas, dezenas de horas no apagão aéreo, muitas noites trabalhando, muita festa, muitos HHs, várias centenas de reais gastos no Frangó, muita briga para aumentar o ar-condicionado, muitos parceiros e colegas pelo Brasil, muitos projetos, muitas reuniões… e, acima de tudo, muitas amizades!!!

Gostava muito do trabalho e gosto mais ainda das pessoas. Nestes 7 meses em que já não estava trabalhando tive muita saudade do pessoal. Não deixo tudo isso por estar insatisfeito com o trabalho. Muito pelo contrário, gostava muito do que fazia. Deixo porque, como já disse, a vida é feita de escolhas. Precisamos sempre crescer, buscando coisas diferentes. Passo grande dado!!!

Fico muito feliz com tudo que aprendi e com os amigos que ganhei. Deixo meu agradecimento aos colegas, em especial aos das 2 áreas nas quais trabalhei.

Estarei por perto, seja pessoalmente, por email, por skype, por msn ou por telefone.

Abraço a todos. Valeu!!!

.

Palavra do dia: Abschied = despedida

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Já é Verão no Velho Continente

Posted by mLopes on Sunday, 6 July 2008

Calor brasileiro, com temperaturas acima de 35 graus! 

Depois de passar por -5 graus do inverno, agora tenho que me acostumar com as altas temperaturas do verão. E o pior é que aqui em Freiburg, quando está muito quente quase não venta. Ai já viu… a sensação térmica é de 40 graus. E com sol de rachar. Mas o estranho é que em um dia está 35 graus, e no outro começa a chover e a temperatura cai para 18 graus. Realmente diferente.  

O professor de alemão estava explicando que essas mudanças repentinas são causadas principalmente por massas de ar que vêm do Mediterrâneo, passam pelo sul da França e seguem mais ou menos o curso do Rio Reno, que passa a poucos quilômetros daqui.

Agora só bermuda e camiseta. Impossível usar calça ultimamente. Quero só ver minhas próximas viagens. Dá-lhe protetor solar para aguentar 20 dias andando pelas ruas de várias cidades com sol a pino!!!

Palavra do dia: Luftfeuchtigkeit = Umidade do ar.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Animação na Eurocopa

Posted by mLopes on Wednesday, 2 July 2008

Na rua e na TV, só deu Eurocopa nas últimas semanas. Já nos gramados, a animação não foi lá essas coisas…

A final da Eurocopa, com Alemanha x Espanha, foi um jogo muito morno e que resumiu como foi a Eurocopa 2008. Nada de show em campo. A vitória da Espanha foi até uma surpresa, já que a seleção é conhecida por morrer na praia. Já a Alemanha é o contrário: não é incomum vê-los levar o título mesmo com um futebol pouco expressivo.

De qualquer forma, a final foi um jogo de 1 gol, sem grandes jogadas. E foi assim que percebi a média dos jogos do campeonato. E para piorar, mesmo eu tendo acertado o campeão no bolão aqui de casa, ainda assim fiquei em quarto lugar e não consegui recuperar nada dos meus 10 euros apostados.

Para mim, o show foi fora dos gramados. Já havia colocado umas fotos da torcida (Surpresa na Eurocopa 2008: A Torcida). O povo fica muito empolgado e a festa nas ruas é show. Os bares lotados e todo mundo a caráter.

E deixo aqui uma série de comerciais da coca-cola feita especialmente para o evento, e um vídeo com as melhores fotos das torcedoas européias mostrando ao mundo a beleza do continente. Show!!!

Comerciais Coca-Cola, da série The Unhuggables

 

Torcedoras da Eurocopa 2008:

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »