Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Viagem: Berlim

Posted by mLopes on Wednesday, 8 October 2008

Cidade da história, da liderança, dos contrastes, do terror, da guerra e da volta por cima. Essa é Berlim!

Cansados das viagens de avião de madrugadas (=baratas), pensamos que a ida de Amsterdam para Berlin de trem durante o dia seria uma maravilha. Acho que até seria mesmo não fosse o ar condicionado do trem quebrado sob os 30 graus do verão europeu de julho. Foram 6 horas torturantes. Um fio de vida aparecia quando o ar condicionado funcionava a cada 2 horas, por uns 20 minutos. Difícil. Até nosso clássico piquenique no trem ficou comprometido!!!

Bom, voltando à Berlim:

Acho que o motivo de eu ter tanta voltade de conhecer Berlim é que, além de ser a capital da Alemanha, a cidade foi palco dos maiores acontecimentos da história da Europa. Bons e ruins. Lá mora um povo que vive a liberdade, que sabe o que é ter uma parede gigante no meio do caminho, sabe o que é destruição de uma guerra. Um povo que teve a força de se levantar, que reconstruiu seu lar, sua empresa e seu governo. Um povo que aprendeu com os erros. Um povo que saiu literalmente das cinzas e dos destroços para, em menos de 50 anos, voltar à liderança continental. Esse “povo” está por toda a Alemanha?. É a Alemanha. Mas em Berlim parece que ele se materializa. A nação fielmente representada por sua população.

—–

Reichstag, o Parlamento Alemão:

Sua construção foi iniciada logo depois da (primeira) unificação da Alemanha, em 1871. Uma construção extremamente imponente, ainda mais em sua época inicial. A casa do parlamento alemão foi incendiada em 1933, provavelmente pelos próprios nazista, para que tivessem um motivo para suspender vários direitos da população. Destruído pelo fogo, ficou abandonado por toda a segunda guerra, sendo ainda mais destruído por bombardeios no final do conflito.

Durante a divisão da Alemanha o prédio ficou fisicamente na parte ocidental que, por ter sua capital na cidade de Bonn, não o utilizava para fins parlamentares. Ainda assim, e apesar do estado do edifício, ficou decidida sua restauração, apesar de estar já praticamente demolido pela guerra. Um concurso elegeu o projeto de uma cúpula de vidros e espelhos, única significativa modificação externa.

 reichstag-1895 Reichstag-Hitlerreichstag-guerra

Fotos Acima: Construção original em 1895, Reunião dos nazistas e depois, destruído pela II Guerra

Voltando a suas épocas de glória, depois da reunifficação foi palco dos discursos oficiais de reintegração e, claro, da decisão de transferir a sede do governo de volta de Bonn à capital Berlin.

A vista é maravilhosa e não é à toa que seja ponto obrigatório de visita. A visão de boa parte da cidade é muito bonita. É possível circular por todo o teto, ao redor da cúpula, e subir até o ponto mais alto da abóboda espelhada. Vale muito a pena, só chegue cedo para pegar menos fila e, por sorte, alguma sombra, caso seja verão!!!

IMG_1744 IMG_1748IMG_1755

IMG_1773  IMG_1767 IMG_1764  

Punks:

Mesmo com toda a organização alemã, é possível ver pela cidade grupos de punk. Isso talvez seja ainda resultado da época do terror: eles evitam julgar ou segregar qualquer parcela da população que, por mais que seja estranha e diferente do “jeito alemão de ser”, viva pacificamente. A polícia está por lá, mas aparentemente faz vista grossa à confusão e desorganização em plena praça pública.

punk-1 punk-4

punk-2 punk-3 

Na última foto: “A fronteira não divide os povos, mas sim os de cima e os de baixo”

Observação: Esses não são os Skinheads, neo-nazistas seguidores de Hitler, que são combatidos com o maior rigor da lei alemã (não admitem qualquer apologia à fatídica época de segregação). Falamos aqui só dos punks que têm seu estilo de vida próprio e vivem de uma maneira diferente mas (teoricamente) sem maiores problemas policiais.

Turismo da Guerra:

É triste ver pessoas na rua vestidas de policial vendendo fotos, máscaras de guerra, pedaços do muro com (duvidosos) certificados de origem, cópia de vistos e documentos da época e tudo mais nessa linha. Para que alguém iria querer comprar uma máscara de gás? Dispensável. Pior que isso só uma amiga (acho que do Hélio) que foi no campo de concentração e depois perguntou se não vendia nenhuma lembrancinha.  Ela queria o que, um ossinho de judeu de lembrança?? Lamentável…

charlie-checkpoint venda-guerra

Curiosidade: Os semáforos da então Alemanha Oriental (comunista), foram preservados. Seus bonequinhos felizes e com chapéus são considerados uma maneira dos OSSIs (alemães orientais) conservarem a (dura) história da parte comunista. Mundialmente famosos!

IMG_1780 IMG_1781

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: