Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Contas e Gorjetas na Alemanha

Posted by mLopes on Tuesday, 23 September 2008

Como não pagar mico no almoço na Alemanha: alguns hábitos diferentes dos restaurantes e garçons que podem causar estranheza aos forasteiros.

—–

O Atendimento

A primeira coisa ao ir a um restaurante na alemanha é: nunca se preocupe ou se aborreça com o garçom. Ele tem o tempo dele. Isso é importante principalmente para os paulistanos, que estão acostumados com servgarconeteiço rápido e acima da m?edia. As vezes dá vontade de dizer: “Olha, desculpa eu ter vindo no seu restaurante, mas você poderia tirar o meu pedido?”.

Depois, pensando melhor e me acostumando com os hábitos de vida, vejo que isso nem é tão grave assim. Nós é que temos mania de, no Brasil (leia-se em Sao Paulo), querer ser atendido em menos de 2 minutos. Se estamos indo a um restaurante, e não a um fast-food, por que é que precisaríamos de tanta rapidez? qual o problema de ficar 10 minutos esperando na mesa, observando as pessoas, o cardápio ou a paisagem (quando aplicável)? Já me adaptei um pouco a isso, e nem acho muito mais um problema, mas confesso que nos primeiros meses dava vontade de levantar e ir embora!!!

Obs. 1: Sempre, mas sempre mesmo, há o cardápio do restaurante, com preços, afixado do lado de fora.

Obs. 2: Não me perguntem como é o atendimento em restaurantes High Class. Não tive a oportunidade de ir a um desses e deixar 100 euros por cabeça para dizer se também é assim… 🙂

—–

Os Pratos

Outro ponto é que os pratos são sempre individuais. É não espere ver aqueles pratos imensos, pizza-alemanhagigantescos e que dão para 3 comer bem. Isso não acontece. Pra que um prato tão grande? Para sobrar? Não rola aqui não… Os pratos individuais as vezes são muito bem servidos, principalmente se forem de comida típica alemã, mas em geral nada absurdamente grande. 

Para os internacionais, a regra é parecida. Nos italianos: a pizza também não costuma (via de regra) ser tão grande como as tupiniquins. Mesmo quando não é a individual, ela também é um bocado menor que no Brasil. Os pratos de massas então, nem se comparam. Normalmente em cantinas italianas no Brasil os pratos vem frequentemente em travessas enormes. Aqui você como bem, mas não sairá de lá “sem conseguir andar”.

Obs.: Em restaurantes do dia-a-dia, não espere muito ser atendido com “personalizações”. Como diria a Rosana, se o prato tem ervilhas, não peça para eles tirarem a bendita da bolinha verde se não quiser correr o risco de ouvir um: “Não, aqui no nosso restaurante o molho vem com ervilha mesmo. Não temos molho sem ervilhas.” Mesmo que seja feito na hora…

—–

O Pagamento

E depois da conta: as gorjetas!!! Aqui não vêm na conta. O garçom trará a “dolorosa” (tem expressão mais cafona e ridícula?) e você, quando entregar o dinheiro, diz o valor que ele deverá cobrar, incluindo a gorjetaconta-riscada. Por exemplo: se a conta foi de 23 euros, você entrega 30 e diz “25”. Ele já sabe que os 2 são de gorjeta. A regra dos 10% é uma boa referência.

É sempre adequado deixar a gorjeta, mas se não for bem atendido e não quiser, fique tranquilo que não passará por nenhuma saia justa com o garçom. Se você não disser nada, ele vai cobrar o valor exato e não vai jamais questionar seus motivos (como já me aconteceu até em locais mais refinados no Brasil). O direito é seu.

Uma coisa de se admirar: Quando pede a conta, ele perguntará, sempre: “Zusamenn oder Getrennt?”, que significa “Tudo junto ou separado?”. Se você disser separado, ele separará cada cerveja, cada entrada e cada bolinha de manteiga pedida por cada um, mesmo que vocês sejam 15 pessoas. O mais impressionante é que às vezes eles já trazem tudo separado, sem nem perguntar para cada um o que consumiu… Incrível, eles devem fazer um mapa da mesa na comanda, identificando cada pessoa. Recaida de ex-paulistano: Por que é que eles não usam essa eficiência para atender mais rápido? Bom, deixa prá lá…

E não estranhe se o garçom entregar a conta e ficar plantado ao seu lado. Ele está esperando para receber. (afinal, ele já fez favor demais em te atender até agora e não tem mais tempo pra perder com você…). Ah, e cada garçom tem uma pochete que é o seu caixa. Ele mesmo recebe e dá o troco. Assim. Fácil. Na mesa. Fantástico, não?

Obs.: Quando ele não é tão eficiente, ele vai perguntando para cada um e descontando na conta o que já está pago. Ai o resultado é essa conta toda riscada aqui do lado!

E é isso. Prost!!!

Palavra do dia: Schmeckt es? = Gostoso?. Equivalente ao nosso “Satisfeito?” que o garçom diz para perguntar se já terminou e retirar o prato.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: