Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Transporte Metropolitano – Freiburg

Posted by mLopes on Wednesday, 13 February 2008

No final de semana eu comprei o passe mensal de transporte aqui da cidade. Ele dá direito a andar livremente em qualquer transporte da RVF, que é q concessionária local, subsidiária da DB (Deutsche Bahn), que é a companhia nacional de transportes e cuida de toda a rede ferroviária.

A regiao livrbadisch24_Kartee da RVF dá no total uma área de uns 25km de raio em torno de Freiburg. Mas o melhor nem é isso!! Como é o ticket de estudante, tenho um benefício adicional: todo dia depois das 14hs e nos sábados, domingos e feriados, posso andar também por todas as 5 concessionárias aqui da região sul do estado. Isso significa todo o canto inferior esquerdo no mapa da Alemanha… uns 100km livres, da divisa com a Suiça (Basel inclusive) até a região próxima a Strasbourg, na divisa com a França. É definitivamente muita coisa para conhecer. Muito bom. E como há trens no mínimo a cada hora para todas as direções, fica fácil até usar um dia a tarde para conhecer as cidades próximas.

E claro, aproveitando que eu comprei o ticket, resolvi conhecer mais a cidade de Freiburg (por enquanto tinha circulado mais na região central, mas não muito nos bairros). Passei literalmente duas tardes inteiras andando de Straßenbahn (o tal do bonde aqui da cidade), percorrendo todas as linhas disponíveis. São quatro: 1, 2, 3 e 5. Não me perguntem onde está a linha 4… não sei se foi desativada ou se é alguma superstição dos chucrutes. Pegava o Straßenbahn (não vou ficar falando bonde, que é uma palavra muito estranha… sei lá da vontade de rir…) e ia até o final da linha. Para disfarçar, no final eu descia e dava uma volta no ponto enquanto o motorista fazia o retorno… em seguida entrava de novo para ir para o outro lado, fazer as outras estações.

Antes de tudo foi divertido. Sei lá… quando você tá indo “sstrassenbahnerio”, você nem repara direito no que ta acontecendo, nas pessoas, nos pedestres, na paisagem.

Coisas interessantes:

1) Cachorros são bem comuns nos trens urbanos. Todos que vi eram muito calmos. Eles pagam passagem (!?!?!?) de criança. Gatos e cachorros de colo são isentos… ahhhhhhhhhhhhhhhhh bom!!!!

2) O trem vai bem devagar no centro, no calçadão, mas mesmo assim toda hora ele tem que buzinar (na verdade é um sininho retrô, tipo aqueles de vacas!) para o pedestre descuidado que insiste em ser atropelado.

3) Além do botão de abrir a porta (nem vou contar o mico de quando nao sabia que tinha que apertar o botao), ainda tem um de carrinho de bebê, que eu acho que mantem a porta aberta por mais tempo, e um de cadeira de rodas (tem muita motorizada!) que chama o motorista para vir abrir a plataforma de embarque de deficientes.

4) Os ônibus (sim, existem, e eu andei tambem) tem um sistema que o inclina quando ele para nos pontos. Assim que abre a porta, ele baixa para a direita, para facilitar o embarque (a primeira vez eu

Liniennetzplan-Freiburg

tomei um susto…. mico de novo, pra variar, mas blz). Assim que as portas fecham ele sobe de novo e sai.

5) A cidade está um verdadeiro canteiro de obras. Muitas construções por todos os lados (exceto o centro histórico, por motivos obvios). Casas, escritórios, lojas. Já tinham me falado que a cidade está em franca expansão, mas eu ainda não tinha reparado direito.

6) Acho que tem muitas regras aqui de limite de altura para prédios. Dificilmente você vê um com mais de 4 andares. Pode parecer bobagem, mas isso deixa a cidade com uma cara muito mais aconchegante, de sossego.

7) Quase todas as estações têm um display que indica os 3 ou 4 próximos trens. Horario preciso. Partida pontual. Em duas tardes inteiras não vi nenhum atraso.

8.) A voz que anuncia as estações é clara e agradável. Fala sempre com as mesmas e exatas (na alemanha? não diga…) informações. Até eu consigo entender!! Muito melhor que o resmungo do metrô de SP, que nem quem fala português entende direito.

9) Frase tradicional de ônibus, trens, bondes e afins:

Nächster Halt: Hauptbahnhof. Umsteigemöglichkeit zum Regional und Fernverkehr. Bitte in Fahrtrichtung rechts aussteigen.

Próxima parada: Estação principal. Conexão para trens regionais e de longa distância. Desembarque pelo lado direito.

10) Depois de 2 tardes andando na por** do bonde, a voz que era bonita e clara começa a importunar, a ponto de fazer você escutá-la até em casa, quando abre a geladeira. Ja dizia um sábio: “Nem tudo que abunda é bom”…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: