Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Preços das Conexões ADSL pelo mundo

Posted by mLopes on Friday, 21 December 2007

É difícil querem montar um projeto nacional de inclusão social e digital em um país que cobra, na sua maior capital, 100 reais por uma conexão a Internet de 500 kbps.

Para comecar o Post:

– Speedy Telefonica / ADSL 1,0 Mbps (promessa)/ Sao Paulo: R$ 105,00 (~39 Euros)

– Neuf Box / ADSL 20,0 Mbps /França: EUR 29,90

Detalhes importantes: O Speedy tem garantia de banda de 10% da velocidade, e no preço inclui o provedor, obrigatório e pago a parte. O Neuf, nesse preço, já inclui TV IP (decoder incluso) com mais de 60 canais e telefone com assinatura e ligações grátis sem limite para qualquer telefone fixo da Europa, EUA, Japão e China. O modem Neuf, fornecido pela operadora, já vem com wi-fi, 3 portas ethernet e duas USB para utilizacao do modem tambem como servidor de rede para impressão e storage/armazenamento.

Hoje o acesso banda larga no Brasil já esta bem disseminado. O ADSL, atraves das empresas de telefonia fixa, chega a maior parte das cidades com mais de 20 mil habitantes, pelo menos no Sudeste. Nas capitais e maiores cidades o acesso via cabo e rádio tambem tem uma representatividade razoável. Ate o acesso via redes celulares já tem alguns, não muitos, milhares de usuarios: a Vivo com seu EVDO (já há mais de 1 ano) e a Claro com UMTS (ainda bem restrito, iniciado há poucas semanas). Os acessos via GPRS nem vou citar, pois não são muito aceitáveis para utilizacao para usuarios, apesar de muito úteis como meio para M2M (tráfego de dados para equipamentos, como as famosas ‘maquininhas de cartão de credito’). Outras tecnologias ainda nao representam significativa fatia do mercado domestico: wifi, wimax, etc.

Voltando à banda larga, o acesso hoje principal no Brasil é o ADSL. Dos cerca de 7 milhoes de acessos banda larga, 75% são via tecnologia ADSL. As velocidades vão hoje, usualmente, a ate 8 Mbps. Há regiões especificas e muito restritas em SP cujo acesso já é feito diretamente com fibra otica na casa do usuario, permitindo velocidades de 50Mbps, lancado ha poucos dias. Entretanto, na maior parte dos pontos, as limitações técnicas de qualidade da linha e de distancia da central acabam permitindo velocidades de no maximo 2 Mbps. Os preços variam muito conforme a regiao. Em Sao Paulo 1 Mbps fica entre 70 e 120 reais. Em Manaus, chega a inacreditáveis R$ 700,00!!!

O crescimento da banda larga no Brasil esta bem forte, em torno de 40% ao ano. Porem, analisando o crescimento que tivemos nos paises da Europa, vemos que no inicio da popularização do acesso banda larga, o crescimento ficava entre 70 e 100% ao ano. Ou seja, alem de antes, a banda larga aconteceu tambem de uma forma muito mais rápida. O principal motivo? A concorrência. Os preços (já menores devido aos impostos) foram rapidamente reduzidos pela competicao entre pelo menos três empresas, com condicoes bem equiparadas, amparadas por uma forte legislação. A France Telecom (a Telebras francesa), passou a ter obrigação de alugar sua ultima milha para os outros fornecedores de Internet, a preços adequados e que permitiam competição acirrada.

No Brasil não… nadam de braçadas e praticam o preço que querem as operadoras que detém a rede fisica local. Aos demais, sobra fazer malabarismos para chegar a casa do usuário por outros meios, sejam eles rádio, cabo, celular… Mas utilizar a rede de cobre da operadora local jamais, pois os preços da locação inviabilizam o negocio… A vantagem é que se as operadoras locais cobram caro, eles tem dificuldade mas tambem nao praticam precos muito menores. E todo mundo ganha dinheiro!!!! Quem perde?? O usuario, excluido digitalmente, pelo menos das velocidades decentes que a tecnologia disponibiliza as populacoes mais civilizadas. (nem vou citar a bizarra exigência de provedor para o ADSL… isso passa dos limites do bom senso)

E a Anatel la, com seus 2.000 funcionários concursados… Bravo!!!!

parks.jpg

X

neuf1.jpg

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: