Aventuras na Chucruteslândia

a terra da batata, da cerveja e das mulheres de peito grande e zero de bunda

  • Sobre o Blog

    Este foi um espaço usado por cerca de 1 ano, o que durou a fantástica experiência de largar tudo, trabalho, família e casa, e ir para a Alemanha, em Freiburg, para passar 1 ano estudando e pensando na vida.

    Funcionou, já que voltei e mudei minha vida de uma forma que não imaginava, e de que não me arrependo nem um pouco.

    Ficam agora as memórias das viagens, dos micos e dos novos amigos conquistados. Conheci gente de todo canto, principalmente no curso. Deixe-me tentar listar: alemães, russos, chineses, algerianos, turcos, sul-coreanos, italianos, croatas, iugoslavos, ucranianos, tailandeses, indianos, nepaleses, romenos, franceses, espanhois, portugueses, holandeses, islandeses, etc. (devo ter esquecido de algum, mas sa para ter uma idéia!!)

  • Utilidade

    Espero que tenha alguma utilidade para você, visitante, que deve ter encontrado em alguma pesquisa ou link perdido internet afora.

    Bom proveito.

    Qualquer coisa, deixe um comentário que responderei com prazer.

Cruzamento de Rios na Alemanha

Posted by mLopes on Wednesday, 23 April 2008

Você já viu ponte passando em cima de rio, certo? E rio passando em cima de uma ponte? Tecnologia alemã.

Enquanto o Brasil padece com suas estradas em situação precária e com uma estrutura hidro-ferroviária completamente inexpressiva para suas dimensões continentais, os alemães aprimoram cruzamento-rios-4seu sistema de transporte com algo que pode ser chamado de, digamos, exótico.

Quando há uma ponte sobre um rio, o que passa por ela? A resposta clara que nos vem à cabeça é “carro e/ou trem”. Mas não, no caso dessa ponte, navios gigantescos passam sobre ela. E sob. E simultaneamente.

Não é o primeiro, mas é o maior cruzamento hidroviário da Europa, construído sobre o Rio Elba. Fica próximo a Magdeburg e era projeto dos alemães desde o começo do século. As duas guerras e o período de separação, porém, fizeram com que o projeto ficasse todo esse tempo engavetado.

Antes disso, era preciso um desvio de 12 km, mais duas eclusas ultrapassadas e, por vezes, o descarregamento de parte da carga para aliviar o peso dos navios.

O cruzamento hidroviário, que inclui ainda comportas e eclusas, levou seis anos para ser concluído, tendo custado cerca de meio bilhão de euros. A construção faz parte de um amplo projeto concebido após a reunificação da Alemanha e que prevê a construção e ampliação de hidrovias e portos entre Hannover e Berlim, num total de 2,3 bilhões de euros, devendo estar concluído em 2015.

E acho que por essas e outras que todo engenheiro adora a Alemanha!!

cruzamento-rios-3cruzamento-rios-2

Palavra do dia: Wasserstrassenkreuz = Cruzamento hidroviário.

Creditos: Deutsch Welle

About these ads

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: